29 Mai 2019

Oito dicas para elaborar bom projeto de pesquisa de mestrado e doutorado

A elaboração de projeto de pesquisa é uma das etapas do processo seletivo de mestrado e doutorado. A estrutura da proposta pode variar conforme o programa de cada universidade, mas, em geral, contém delimitação do tema e do problema de pesquisa, justificativas, metodologia sugerida, objetivos gerais e específicos, resultados esperados, revisão bibliográfica e previsão de cronograma. Há ainda a possibilidade de trazer critérios que serão avaliados no projeto. Há também programas que requerem propostas de pesquisas abertas a novas explorações e outros que solicitam o projeto após seis meses de aula como é o caso da Logos University. Confira dez estratégias para a elaboração da proposta, sintetizadas a partir da orientação de nossos professores de doutorado e mestrado:

1 – Propor pesquisas que estejam relacionadas ao escopo do programa de Master Degree ou Doctor Degree

É preciso conhecer o programa para o qual está se candidatando. Às vezes, a proposta é boa, mas a pesquisa não se relaciona com o que é desenvolvido no programa, que tem de se preocupar com aderência [conjunto de pesquisas que confere identidade e unidade ao programa]. Se a proposta não dialogar, vai gerar problema mais à frente. Em geral, propostas de pesquisa fora do escopo desenvolvido no programa, no grupo de pesquisa ou mesmo pelo orientador podem sofrer resistência para serem aceitas.

2 – Indicar conhecimento crítico na revisão bibliográfica

A revisão aponta que a pesquisa não surgiu do nada. Há estudos anteriores e podem haver questões em aberto. Nessa seção do projeto, são discutidos os principais conceitos e estudos relacionados ao objeto de investigação. A bibliografia deve ser atual e relevante e sua qualidade dependerá da leitura crítica do autor. A leitura dos principais artigos científicos publicados nos últimos anos e o conhecimento sobre estudos do grupo ou linha de pesquisa contribuem para a revisão.

3 – Apontar lacunas que serão preenchidas pelo  desenvolvimento do projeto

Uma das razões para a elaboração da pesquisa é suprir dúvidas existentes sobre o objeto de estudo. Para isso, é importante verificar limitações de estudos anteriores, indicar lacunas em análises ou apresentar novo enfoque sobre um tema. A partir da revisão, o aluno (a) percebe se sua proposta de pesquisa já foi realizada e o que a diferencia das demais.  A originalidade e a relevância sustentam, em grande parte, a qualidade de um projeto.

4 – Buscar referências fortes e dados atuais para justificar pesquisa

O candidato precisa convencer o programa de que sua pesquisa é relevante. A menção a dados de fonte confiável auxilia na argumentação. A citação de  revistas científicas com alto grau de impacto ajudam muito.

5 – Elaborar perguntas claras e objetivas

Percebida e justificada a lacuna de conhecimento, o próximo momento é elaborar uma ou mais perguntas que, a princípio, guiarão o estudo. Alunos(as) confundem tema e problema de pesquisa. O tema é onde a proposta se situa, mas tem de ter questionamento específico para ser respondido. A indagação é que instigará a elaboração do trabalho. Para isso, ela deve ser específica, apontando o que pretende ser investigado, em linguagem clara e objetiva, sem ambiguidade. Outra opção é trabalhar com hipótese para ser validada.

6 – Apontar objetivos específicos

Às vezes, se recebe projetos com objetivos muito gerais. É preciso indicar especificamente o que se vai fazer. Por exemplo, trabalhar a síntese de molécula de uma determinada classe de composto químico. Mas têm várias classes. Tem de citar quais sintetizar, quantos pretende preparar, quais são as estruturas, para que o projeto fique mais pontual. O objetivo deve estar diretamente ligado à lacuna de conhecimento apresentada; caso exista mais de uma lacuna, existirá mais de um objetivo.

7 – Apresentar metodologia coerente aos objetivos do estudo

O autor deve demonstrar as técnicas adequadas para alcançar cada tipo de resultado esperado. Análise de discurso e análise de conteúdo focam aspectos diferentes do objeto de estudo. Conforme a pesquisa, é preciso apontar quais equipamentos serão necessários, sabendo o que o programa dispõe. Outro ponto importante é verificar se a pesquisa exigirá registro em comitê de ética.

8 – Ter clareza sobre o tempo necessário para desenvolver a pesquisa

Pode parecer óbvio, mas a pesquisa de master Degree deve ser estipulada para ser desenvolvida em 24 meses; e a de Doctor Degree, em 48. O(a) aluno(a) deve considerar que o período não será dedicado apenas à elaboração da dissertação ou tese, mas também à participação em congressos, organização de eventos científicos e outras atividades. A proposta deve ser realista com o tempo disponível para ser dedicado ao projeto.

WhatsApp chat